quarta-feira, 8 de abril de 2009

Ao fim

Ao Fim

"Ao fim são muito poucas as palavras
que nos doem a sério e muito poucas
as que conseguem alegrar a alma.
São também muito poucas as pessoas
que tocam o nosso coração e menos
ainda as que o tocam por muito tempo.
E ao fim são pouquissímas as coisas
que em nossa vida a sério nos importam:
poder amar alguém, sermos amados
e não morrer depois dos nossos filhos"

AMALIA BAUTISTA

Que lindo poema este! Cruzei-me com esta autora por mero acaso ao folhear o livro o "O amor é..... - Júlio Machado Vaz!

4 comentários:

sonia disse...

Muito lindo!Fez-me pensar...não vou comentar! Depois da conversa qua acabei de ter com o meu Pai e depois ler este post...Bem, o dia vai ser estranho!

Paulo disse...

"Sê alegre apenas depois de dares a volta à vida toda. E regressares então a uma flor, ao sol num muro... A profunda alegria não é a do começo mas a do fim..."

Resta-me dizer: SÊ FELIZ...

Os amigos cá estaremos para ajudar a isso...

BJS GRANDES

Just me disse...

Eu não vou comentar nada..... As palavras deste poema tocaram-me demais, fiquei sem palavras! Um fenómeno raro numa pessoa tão tagarela como eu!!!!!!!

Beijocas!

Paulo disse...

Há coisas que não têm de ser ditas mas sim ser sentidas... O que tu sentes é contigo que tem de ficar...

Por alguma razão este poema está aqui...

BJS GRANDES