quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Chasing cars

Em Inglaterra, "Chasing Cars" é a música que mais vezes passou nas rádios nos últimos 10 anos....

Gosto desta música, sobretudo porque faz parte da banda sonora da minha série preferida!



Chasing Cars lyrics

We'll do it all
Everything
On our own

We don't need
Anything
Or anyone

If I lay here
If I just lay here
Would you lie with me
And just forget the world?


I don't quite know
How to say
How I feel

Those three words
Are said too much
They're not enough

If I lay here
If I just lay here
Would you lie with me
And just forget the world?

Forget what we're told
Before we get too old
Show me a garden
That's bursting into life

Let's waste time
Chasing cars
Around our heads

I need your grace
To remind me
To find my own

If I lay here
If I just lay here
Would you lie with me
And just forget the world?

Forget what we're told
Before we get too old
Show me a garden
That's bursting into life

All that I am
All that I ever was
Is here in your perfect eyes
They're all I can see

I don't know where
Confused about how as well
Just know that these things
Will never change for us at all

If I lay here
If I just lay here
Would you lie with me
And just forget the world?


Neste vídeo com excertos da minha série preferida, lembrei-me de quanto já sofri a vê-la, meu deus, o que eu já chorei a ver a Anatomia de Grey. Sobretudo no dia em que o Denny morreu.....

Enfim....

Para o ano vai haver mais episódios e espero que menos lágrimas!!!!

Mais tarde farei o balanço deste ano e traçarei as metas do próximo!!!

«Não odeies o teu inimigo, porque, se o fazes, és de algum modo o seu escravo. O teu ódio nunca será melhor do que a tua paz.»


Jorge Luis Borges

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

A Lealdade é um Amor que Esquece o Mundo

Só se é realmente leal quando se está sujeito a alguém ou a algo. Aí, onde mesmo um sonho pode ser senhor. Na sujeição de quem serve uma causa, na sujeição de quem se submete a um chefe, na sujeição à pessoa amada, na sujeição do sentimento e na sujeição do dever, no sacrifício da liberdade, da razão e do interesse. No desperdício e no desprezo do que está à vista e do que está à mão, é nesta desagradável situação que se acha ou não acha a lealdade. É por ser selvagem e servil, mas só a um senhor, que a lealdade tem valor. É muito difícil ser-se leal, mas só porque é muito difícil seguirmos o coração. A lealdade é um amor que esquece o mundo.

Ao escolher um amigo, e ao ser-se amigo dele, rejeitam-se as outras pessoas. Quando estamos apaixonados, é através dessa pessoa que amamos a humanidade. O amor ocupa-nos muito. E para os outros, não fica quase nada.
Não se consegue ser leal ao ponto de calar o coração. Mas sofremos com as nossas deslealdades. Sabemos perfeitamente o que estamos a fazer, quem sacrificámos, e porquê. É por causa da consciência da nossa imperfeição que o ideal da verdadeira lealdade não pode ser abandonado ou alterado. O facto de ser incumprível não obriga a que se arranje uma versão softcore, mais cómoda e realista. É preciso aguentar. A lealdade é uma coisa tão cega e simples de determinar quanto é difícil de determinar quanto é difícil de seguir.

Miguel Esteves Cardoso, in 'As Minhas Aventuras na República Portuguesa'

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Raiva...



Tenho cá uma raiva às pessoas que não sabem o que querem!!!!

Ai senhor...... Que Deus me dê sempre paciência e nunca me dê força!!!!

É isso e pessoas que te dizem: Tenho uma coisa tão importante para te dizer.... E depois calam-se!!!! Não podem falar naquela altura, fica para depois. Não é a ocasião certa.... Então abriram a boca para quê???????

Dá-me vontade de lhe dar com um gato morto nas trombas até ele voltar a miar!!!!

SPM em grande este mês!!!!!!!!!!!

É tão dificil ser eu!!!!!!!!

Se não te acompanham é porque te estão a atrasar, livra-te deles! - Fernando Alvim
Alvim és grande!!!!!!

Girl, You'll Be a Woman Soon

domingo, 27 de dezembro de 2009

Diferenças....



São diferentes, certo?



De qualquer forma obrigado!

Presentes...

Hoje fui trocar um perfume e um DVD e vim feliz!
Parecia uma miuda, era mesmo aquilo que eu queria....

Obrigado! Aos que erraram sem querer e aos que erraram por distração!

E agora vou ali ver o meu DVD, E tudo o vento levou... E vou chorar, mais uma vez!

O Amor pede Identidade com Diferença

O amor pede identidade com diferença, o que é impossível já na lógica, quanto mais no mundo. O amor quer possuir, quer tornar seu o que tem de ficar fora para ele saber que se torna seu e não é. Amar é entregar-se. Quanto maior a entrega, maior o amor. Mas a entrega total entrega também a consciência do outro. O amor maior é por isso a morte, ou o esquecimento, ou a renúncia - os amores todos que são os absurdiandos do amor.
(...) O amor quer a posse, mas não sabe o que é a posse. Se eu não sou meu, como serei teu, ou tu minha? Se não possuo o meu próprio ser, como possuirei um ser alheio? Se sou já diferente daquele de quem sou idêntico, como serei idêntico daquele de quem sou diferente? O amor é um misticismo que quer praticar-se, uma impossibilidade que só é sonhada como devendo ser realizada.

Fernando Pessoa, in 'O Rio da Posse'

sábado, 26 de dezembro de 2009

Feeling Good



Já gostava muito desta música e agora, ainda gosto mais!!!!!!

Gostava era de me sentir bem! Mas infelizmente não consigo!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Que dia triste...

A noite de Natal foi catastrófica, a malta estava cheia de tudo, menos espírito natalício....
Ninguém me ouve e a prova disso foi ontem, porque por muito que eu tenha dito no ano anterior que a véspera de Natal era cá em casa ninguém me ligou e lá fui eu para casa dos meus tios.
Não é que não goste de lá estar mas.... O Gustavo tem apenas 6 anos e como qualquer criança na noite de Natal quer brincar com os presentes.... Mas não podia porque tinha de ser montado no sítio onde ía ficar....
Pode imaginar o filme, uma criança desesperada na noite de Natal a chorar para brincar com o que tinha recebido, não correu nada bem!
Coloquei neste blogue uma lista de presentes mas à pessoas que nunca percebem bem o que se lhes diz, nem com um desenho!!!!!
E pronto, como sempre e desde que a minha mãe morreu, foi um Natal triste é aquela sensação de não ter um mimo de ninguém!
O Natal é muito triste!

Espero que o vosso Natal tenha sido melhor do que o meu! Feliz Natal!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Feliz Natal!!!!

Feliz Natal!

São os votos da Just a todos os seus amigos e seguidores, e ainda seguidores amigos!!! LOL!!!

E já agora um feliz natal para todos os meus inimigos! Espero que sejam muito felizes, que tenham muitas criancinhas e que me deixem em paz!!!!!!!!

Cão muito mau

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Tainted Love

Não só não me importo como acho uma honra ser, como se diz, pirateado. Não só pelo facto de eu próprio ser pirata. É porque o mundo mudou.



Miguel Esteves Cardoso

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

These Arms Of Mine



These arms of mine

These arms of mine
They are lonely, lonely and feeling blue
These arms of mine
They are yearning, yearning from wanting you

And if you would let them hold you
Oh, how grateful I will be
These arms of mine
They are burning, burning from wanting you
These arms of mine
They are wanting, wanting to hold you

And if you would let them hold you
Oh, how grateful I will be
Come on, come on baby
Just be my little woman, just be my lover, oh
I need me somebody, somebody to treat me right, oh
I need your woman's loving arms to hold me tight
And I...I...I need...I need your...I need your tender lips

E dançar sem sair do lugar a ouvir esta música????
Não sei como será, mas gostava muito de saber!!!!

domingo, 20 de dezembro de 2009

Um passeio na praia…


Ontem era suposto dar um passeio na praia, uma coisa que era importante para mim, ou que foi ganhando importância, mas que infelizmente não aconteceu e pelos vistos não vai acontecer…

Estou triste e nem percebo bem porquê!

Não sei se já o disse por aqui, mas adoro ver mar, deixa-me relaxada, reconfortada e com forças para seguir em frente, precisava mesmo de o ver, mas não queria ir sozinha. Falei nisso com alguém que me disse que queria ir mas que rapidamente se esqueceu. Ainda lhe perguntei uma vez se o que tínhamos combinado estava de pé, nem me respondeu e não perguntei mais, não gosto de mendigar a atenção de ninguém, até porque, para mim, mesmo não voltando a falar no assunto estava combinado…

Comigo é sempre assim, nunca nada corre bem! Azarito o meu!

Para a próxima vou sozinha, que era o que eu devia ter feito ontem!

E agora que já desabafei vou ler um relatório fiscal e fazer um resumo que a vida não se resume a passeios na praia!

Pense por si próprio

Do que você precisa, acima de tudo, é de se não lembrar do que eu lhe disse; nunca pense por mim, pense sempre por você; fique certo de que mais valem todos os erros se forem cometidos segundo o que pensou e decidiu do que todos os acertos, se eles foram meus, não são seus. Se o criador o tivesse querido juntar muito a mim não teríamos talvez dois corpos distintos ou duas cabeças também distintas. Os meus conselhos devem servir para que você se lhes oponha. É possível que depois da oposição, venha a pensar o mesmo que eu; mas, nessa altura. já o pensamento lhe pertence. São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim; porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.

Agostinho da Silva, in 'Cartas a um Jovem Filósofo'

sábado, 19 de dezembro de 2009

Maybe Just Sad



Maybe Just Sad

Come on children
Let's get out
From a bunker in the underground

Let's pick the train to
A place we can hide
And see what all the soldiers are
Talking about

Are they happy
Or maybe just sad
Are they proud of the upper class

Is it easy
For them to feel free
Or am I just too blind
To see?

Am I too blind to see
Jump jump baby baby baby

Lord I'm aching so hard
To see this world
Full of anger, hate and empty words

We all need something
To claim up our minds
And see/feel what all the soldiers are
Talking about

Are they happy
Or maybe just sad
Are they proud of the upper class

Is it easy
For them to feel free
Or am I just too blind
To see?

Am I too blind to see
Am I too blind to see
Jeah

[Instrumental]

Are you happy
Or maybe just sad
Are you proud of the upper class?

Is it easy
For you to feel free
Or am I just too blind

Are they happy
Or maybe just sad
Are they proud of the upper class

Is it easy
For them to feel free
Or am I just too blind
To see?

Am I too blind to see
Am I too blind too blind too blind too blind
Oooooh

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Erros da Inteligência e do Coração

Os erros e as dúvidas da inteligência desaparecem mais depressa, sem deixar rasto, que os erros do coração; desaparecem não tanto em consequência de discussões e polémicas como graças à lógica iniludível dos acontecimentos da vida viva, que às vezes trazem consigo o verdadeiro escape e mostram o caminho adequado, senão logo, na primeira altura, num prazo relativamente breve, em certas ocasiões, sem haver necessidade de se esperar pela geração seguinte. Com os erros do coração o mesmo não sucede. O erro do coração é de maior monta; significa que o espírito frequentemente, o espírito de toda a nação, está doente, sofre de qualquer contágio e não poucas vezes essa enfermidade, esse contacto, implicam tal grau de cegueira, que toda a nação se torna incurável... por mais tentativas que se façam para a salvar. Pelo contrário, essa cegueira desfigura os factos a seu talante, deforma-os segundo as delirantes visões do espírito doente e até pode suceder que toda a nação prefira ir para a ruína conscientemente, quer dizer, conhecendo já a sua cegueira, a deixar-se curar... pois já não quer que a curem.

Fiodor Dostoievski, in "Diário de um Escritor"

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

É Propriedade do Amor o Ser Violento

É propriedade do amor o ser violento; e é propriedade da violência o não durar. O amor acaba-se em nós, não por nossa vontade, mas porque tem por natureza o acabar; e ainda que tudo há-de acabar connosco, nem tudo espera por nós. Quando amamos, é por força, porque a fermosura que nos inclina, nos vence; e também é por força quando não amamos; porque uma vez rotos os laços, ficamos de tal sorte livres, que ainda que queiramos, não podemos tornar a eles; e assim não está na nossa mão o não amar, nem também o amar; o coração por si mesmo se acende, e entibiece; nós, não o podemos inflamar, nem extinguir-lhe o ardor.

Matias Aires, in 'Reflexões Sobre a Vaidade dos Homens e Carta Sobre a Fortuna'

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

10.000 Visitas

Achei que este blogue, suscitaria a curiosidade de uma, no máximo duas pessoas, mas pelos vistos essas duas pessoas conseguiram levar este blogue às 10.000 visitas!
O meu muito obrigado a todos os que visitam este espaço!

I Fought the Law



I Fought the Law

Breakin' rocks in the hot sun
I fought the law and the law won [x2]
I needed money 'cause I had none
I fought the law and the law won [x2]

I left my baby and it feels so bad
Guess my race is run
She's the best girl that I ever had
I fought the law and the law won
I fought the law and the

Robbin' people with a six-gun
I fought the law and the law won [x2]
I lost my girl and I lost my fun
I fought the law and the law won [x2]

I left my baby and it feels so bad
Guess my race is run
She's the best girl that I ever had
I fought the law and the law won
I fought the law and the

I fought the law and the law won [x7]
I fought the law and the

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Hoje li algures que àcerca de relações que:

- Aquilo que aquela pessoa tem saudades é do barulho da chave na porta ao fim da tarde!

Engraçado que também é disso que tenho saudades, de saber que não estava sózinha, se bem que após o barulho da chave na porta ficava ainda mais sózinha.......

Estranho, tinha saudades de uma coisa que pensando bem só me deixava ainda mais só! Ando a apavalhar, é o que é!!!!!

Afinal, nem disto tenho saudades!!!!!!

Orgulhosamente só!!!!!

Só tenho medo que a liberdade se torne um vício! in Rio das Flores, Miguel Sousa Tavares

Ser Injusto é Necessário

Todos os juízos acerca do valor da vida se desenvolveram ilogicamente e são, por isso, injustos. A impureza do juízo encontra-se, em primeiro lugar, na maneira como o material se apresenta, isto é, muito incompleto; em segundo lugar, na maneira como é efectuada a respectiva soma; e, em terceiro lugar, no facto de cada um dos fragmentos do material ser, por seu lado, resultado de um conhecimento impuro e isto, na verdade, de forma absolutamente necessária. Nenhum conhecimento obtido pela experiência acerca, por exemplo, de uma pessoa, por muito perto que esta esteja de nós, pode ser completo, de modo que nós tenhamos um direito lógico a uma avaliação global da mesma. Todas as estimativas são precipitadas e têm de o ser.

No fim de contas, a medida, com a qual nós medimos, ou seja, o nosso ser, não é uma grandeza invariável; nós temos estados de espírito e oscilações, e, não obstante, deveríamos conhecer-nos a nós próprios como uma medida fixa para podermos avaliar justamente a relação de qualquer coisa connosco. Talvez se conclua de tudo isto que não se deveria julgar de todo em todo; mas se se pudesse sequer viver sem avaliar, sem ter antipatia nem simpatia!... Pois toda a aversão está ligada a uma estimativa, tal qual como toda a inclinação. Uma tendência no sentido de qualquer coisa, ou para longe de qualquer coisa, sem um sentimento de que se quer o proveitoso e se evita o prejudicial, uma tendência sem uma espécie de estimativa diferenciadora quanto ao valor do objectivo não existe no ser humano. Nós somos de antemão seres ilógicos e, por isso, injustos, e podemos reconhecê-lo: esta é uma das maiores e mais insolúveis desarmonias da existência.

Friedrich Nietzsche, in 'Humano, Demasiado Humano'

domingo, 13 de dezembro de 2009

Sporting

O meu Sporting até podia ter ganho, mas não era a mesma coisa!!!!

Overcome



Overcome

Don’t cry victim to me
Everything we are and used to be
is buried and gone
Now it’s my turn to speak
It’s my turn to expose and release
What’s been killing me
I’ll be damned fighting you
It´s impossible
Impossible
Say goodbye
With no sympathy

I’m entitled to overcome
Completely stunned, I´m numb
Knock me down, throw me to the floor
There’s no pain, I can feel no more
I’m entitled to overcome

Overcome

Finally see what’s beneath
Everything I am and hope to be
Cannot be lost
I’ll be damned fighting you
You´re impossible
Impossible
Say goodbye
With no sympathy

I’m entitled to overcome
Completely stunned, I´m numb
Knock me down, throw me to the floor
There’s no pain, I can feel no more
I’m entitled to overcome

Overcome

Overcome

You’ll never know what I was thinking before you came ‘round
Take a step, take a breath, put your guard down
I cannot worry anymore of what you think of me
I may be crazy, but I’m buried in your memory

I’m entitled to overcome
completely stunned i´m numb
knock me down throw me to the floor
there’s no pain i can’t feel no more
I’m entitled to overcome
overcome!
(repeat)

I may be crazy, but I’m buried in your memory

Olha que a minha alma até está parva!!!

Diz que pedi poucas coisas ao Pai Natal, que devia pedir mais qualquer coisita porque já estão muitos presentes reservados e limita a escolha!

Atonces reza assim.....



Caixa castanha , com as braceletes de pele em roxo, vermelho, branco, castanho e preto!

Cá está mais uma opção de presente.....

P.S. Aceitam-se ainda echárpes em rosa choque e amarelo, lisas de preferência!!!!!

sábado, 12 de dezembro de 2009

Todos Amam Precisamente o que lhes Falta

Todos amam precisamente o que lhes falta. A escolha individual, que se funda nessas considerações meramente relativas, é bem mais determinada, mais decidida e mais exclusiva do que a escolha que se baseie em considerações absolutas; é desses aspectos relativos que vulgarmente nasce o amor de paixão, enquanto os amores comuns e passageiros só são guiados por considerações absolutas. Nem sempre é a beleza regular e perfeita que dá origem às grandes paixões. Para uma inclinação verdadeiramente apaixonada é necessária uma condição que só nos é possível descrever através de uma metáfora tirada à química. As duas pessoas devem neutralizar-se uma à outra, tal como um ácido e uma base alcalina num sal neutro.

Arthur Schopenhauer, in 'Metafísica do Amor'

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O destino une
e separa as pessoas.
Mas nenhuma força é
tão grande, para
fazer esquecer pessoas
que por algum motivo
um dia nos fizeram feliz.

Autor desconhecido

Existem pessoas que nunca vou esquecer e outras que eu preferia que nunca se tivessem cruzado na minha vida. Mesmo algumas que um dia me fizeram felizes, a infelicidade que trouxeram, não compensa!!!!!

Querido Pai Natal....

Querido Pai Natal estes são os presentinhos que eu gostava de receber.....

Este ano vou fazer uma listinha que é para não correr riscos.



Nunca li nenhum livro do António Lobo Antunes e penitencio-me por isso, este seduziu-me!

Presente reservado! Ou seja, este já cá canta!



Um CD dos Muse que não tenho nenhum.... E acho que é uma grande falta minha! Um dia ainda vou ser verdadeiramente feliz a ouvir estes meninos!

Presente reservado! Mais um que já cá canta!



Não fui ao concerto, com grande pena minha e ia adorar receber este DVD!

E pronto gostava de ter muitas outras coisas, ou melhor, gostava que as pessoas que me costumam oferecer presentes pudessem efectivamente pensar se o que vou receber me faria feliz.

E por favor, eu gosto de ler romances históricos e alguns autores especificos, não é que não esteja aberta à mudança e não goste de ler outras coisas, mas se estiverem a pensar em oferecer-me livros de Valter Hugo Mãe ou Saramago, não o façam porque eu vou atirar-vos com eles à cabeça! E desta vez nem sequer vou pensar duas vezes! Vou atirar mesmo!

Se pudesse saltava estes dias no calendário! Cada vez gosto menos do Natal! Sinto-me só desde que a minha mãe não está e cada ano que passa custa mais e mais...... E esta história de repartir natais desde que me separei, é pior do que a morte! Sobretudo porque não foi nada do que sonhei para mim!


E já agora, é só para informar que o meu acabou...... Não custa tentar, até porque do Natal ao meu aniversário são 30 dias......

Casal apanhado a fazer sexo oral

Esta notícia deu-me uma cegueira de rir....

Malta corajosa esta do Norte, meios despidos com um frio destes, bem aquilo deve ser só sangue na guelra!!!!!

"Até chamei a minha mulher para ver e da janela da minha casa assistia-se a tudo", eu acho que este senhor estava a ver se a mulher se motivava....

Domingo de manhã a malta a querer ir para a missa e estas poucas vergonhas pelo caminho, LOL!!!

Agora já sabem, se quiserem repetir a proeza deste casal arriscam-se a ser acusados de atentado ao pudor!

Podem ver a notícia aqui!

Come on Eilleen

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Os Verdadeiros Burros e os Falsos Loucos

O mais esperto dos homens é aquele que, pelo menos no meu parecer, espontâneamente, uma vez por mês, no mínimo, se chama a si mesmo asno..., coisa que hoje em dia constitui uma raridade inaudita. Outrora dizia-se do burro, pelo menos uma vez por ano, que ele o era, de facto; mas hoje... nada disso. E a tal ponto tudo hoje está mudado que, valha-me Deus!, não há maneira certa de distinguirmos o homem de talento do imbecil. Coisa que, naturalmente, obedece a um propósito.
Acabo de me lembrar, a propósito, de uma anedota espanhola. Coisa de dois séculos e meio passados dizia-se em Espanha, quando os Franceses construíram o primeiro manicómio: «Fecharam num lugar à parte todos os seus doidos para nos fazerem acreditar que têm juízo». Os Espanhóis têm razão: quando fechamos os outros num manicómio, pretendemos demonstrar que estamos em nosso perfeito juízo. «X endoideceu...; portanto nós temos o nosso juízo no seu lugar». Não; há tempos já que a conclusão não é lícita.

Fiodor Dostoievski, in "Diário de um Escritor"

Passado é passado!

O que foi não volta a ser, peço desculpa a todos os que visitam este blogue mas existem dias em que lidar com aquilo que a nossa vida se tornou não é fácil. Sobretudo porque a vida mudou, contrariando todos os sonhos e lidar com isso não é fácil e existem uns dias que nos custam mais do que outros até porque não somos de ferro!

Os últimos dias não sei bem porquê, abriram em mim feridas que julgava que já não sangravam, de qualquer forma e a partir de agora encontram-se novamente em processo de cicatrização.

Decisão para o ano que se aproxima a passos largos: SER FELIZ!!!!!!!


P.S. Maldito SPM que me colocas as hormonas aos saltos. SPM mais espirito natalicio não ajuda ninguém, só me deixam deprimida e a pensar na morte da bezerra!

O caminho é sempre seguir em frente, pena que a porcaria do meu GPS de momento se encontra sem sinal, de qualquer forma vou em frente até ele voltar a traçar a rota! O caminho a seguir será o da felicidade!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Vou fazer-te um desenho.....

Ontem querias que fosse a uma festa, onde estão os teus amigos, onde aqueles que estão presentes nos conheceram um dia como uma familia. Achas sinceramente que me sentiria bem lá?
Qual é a parte que tu não percebes?
Quando a tua relação com aquela senhora acabou, só acabou para ela, porque no teu coração ficou alguma coisa......
Na nossa, e porque as relções não acabam da mesma forma para todas as pessoas, eu sou o AM desta história!
Hoje sei que não falhei só por minha causa mas porque não tinha de ser, mas não me peças para desfilar de familia moderna, porque eu não sou nada moderna!
Estar contigo e com o Gu sózinhos já não é fácil, estar com outras pessoas por perto, então é a loucura! Já me chega no dia do aniversário, em que não as posso evitar! Capicce? Entendido de uma vez por todas?

À dias em que não sei se és só burro ou se também és estupido, porque egoísta já eu sei que tu és à muito tempo!!!!

Amor como em Casa


Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa. Faço de conta que
não é nada comigo. Distraído percorro
o caminho familiar da saudade,
pequeninas coisas me prendem,
uma tarde num café, um livro. Devagar
te amo e às vezes depressa,
meu amor, e às vezes faço coisas que não devo,
regresso devagar a tua casa,
compro um livro, entro no
amor como em casa.

Manuel António Pina, in "Ainda não é o Fim nem o Princípio do Mundo. Calma é Apenas um Pouco Tarde"

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Do they know it´s christmas ou Salvem os ricos?????



Lembram-se desta?




A grande versão dos contemporâneos está brutal! Continuo com os meus dilemas, não sei de qual eu gosto mais....

As Perguntas Verdadeiramente Importantes

As perguntas verdadeiramente importantes são as que uma criança pode formular - e apenas essas. Só as perguntas mais ingénuas são realmente perguntas importantes. São as interrogações para as quais não há resposta. Uma pergunta para a qual não há resposta é um obstáculo para lá do qual não se pode passar. Ou, por outras palavras: são precisamente as perguntas para as quais não há resposta que marcam os limites das possibilidades humanas e traçam as fronteiras da nossa existência.

Milan Kundera, in "A Insustentável Leveza do Ser"

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Heroes



Heroes
David Bowie
Changes Bowie

I
I will be king
And you
You will be queen
Though nothing will
Drive them away
We can beat them
Just for one day
We can be Heroes
Just for one day

And you
You can be mean
And I
I'll drink all the time
'Cause we're lovers
And that is a fact
Yes we're lovers
And that is that

Though nothing
Will keep us together
We could steal time
Just for one day
We can be Heroes
For ever and ever
What d'you say

I
I wish you could swim
Like the dolphins
Like dolphins can swim
Though nothing
Will keep us together
We can beat them
For ever and ever
Oh we can be Heroes
Just for one day

I
I will be king
And you
You will be queen
Though nothing
Will drive them away
We can be Heroes
Just for one day
We can be us
Just for one day

I
I can remember
Standing
By the wall
And the guns
Shot above our heads
And we kissed
As though nothing could fall
And the shame
Was on the other side
Oh we can beat them
For ever and ever
Then we can be Heroes
Just for one day

We can be Heroes
We can be Heroes
We can be Heroes
Just for one day
We can be Heroes
We're nothing
And nothing will help us
Maybe we're lying
Then you better not stay
But we could be safer
Just for one day

domingo, 6 de dezembro de 2009

Parabéns Caia!!!!



Eu prometo que amanhã coloco umas fotos da nossa viagem atribulada.... Mas a esta hora já não consigo escrever nada de jeito, mas eu prometo que um dia destes me vou redimir!!!!

Parabéns Colaida!!!!

Obrigado por estares sempre lá quando eu preciso....

sábado, 5 de dezembro de 2009

You Oughta Know




"You Oughta Know"

I want you to know, that I'm happy for you
I wish nothing but the best for you both
An older version of me
Is she perverted like me
Would she go down on you in a theatre
Does she speak eloquently
And would she have your baby
I'm sure she'd make a really excellent mother

'cause the love that you gave that we made wasn't able
To make it enough for you to be open wide, no
And every time you speak her name
Does she know how you told me you'd hold me
Until you died, till you died
But you're still alive

And I'm here to remind you
Of the mess you left when you went away
It's not fair to deny me
Of the cross I bear that you gave to me
You, you, you oughta know

You seem very well, things look peaceful
I'm not quite as well, I thought you should know
Did you forget about me Mr. Duplicity
I hate to bug you in the middle of dinner
It was a slap in the face how quickly I was replaced
Are you thinking of me when you fuck her?

'cause the love that you gave that we made wasn't able
To make it enough for you to be open wide, no
And every time you speak her name
Does she know how you told me you'd hold me
Until you died, til you died
But you're still alive

And I'm here to remind you
Of the mess you left when you went away
It's not fair to deny me
Of the cross I bear that you gave to me
You, you, you oughta know

'cause the joke that you laid on the bed that was me
And I'm not gonna fade
As soon as you close your eyes and you know it
And every time I scratch my nails down someone else's back
I hope you feel it...well can you feel it

Well, I'm here to remind you
Of the mess you left when you went away
It's not fair to deny me
Of the cross I bear that you gave to me
You, you, you oughta know


Um anúncio para recordares a tua primeira laranjada.... Sim já és um bocadinho antigo...

PARABÉNS!!!

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009



Never say never

There's some things we don't talk about
Rather do without
And just hold the smile
Falling in and out of love
Ashamed and proud of
Together all the while

You can never say never
Why we dont know when
Time and time again
Younger now than we were before

Don't let me go
Don't let me go
Don't let me go
[x2]

Picture you're the queen of everything
As far as the eye can see
Under your command
I will be your guardian
When all is crumbling
Steady your hand

You can never say never
Why we dont know when
Time, time and time again
Younger now then we were before

Don't let me go
Don't let me go
Don't let me go
[x2]

We're pulling apart and coming together again and again
We're growing apart but we pull it together, pull it together, together again

Don't let me go
Don't let me go
Don't let me go
[x4]


Ontem no carro depois da minha formação cruzei-me com esta musica no carro e não me sai da cabeça....

Nunca dizer nunca, a vida dá demasiadas voltas e é curta demais!

O que eu acho deste dia....

Acho que o país poderia ter tido um rumo diferente se o avião não tivesse caído naquela noite. Eu acho que foi atentado, o que aconteceu ao certo nunca saberemos à boa maneira portuguesa!

Passam hoje 29 anos que faleceu Sá Carneiro (primeiro ministro de Portugal, à data da sua morte), Snu e Adelino Amaro da Costa, foi no dia 4 de Dezembro de 1980. Morreram também neste acidente os tripulantes do avião.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Noutro lugar/ Sem ter quem amar

«Aquilo que provamos quando estamos apaixonados talvez seja o nosso estado normal. O amor mostra ao homem como é que ele deveria ser sempre.»

Anton Tchekhov

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009


«Amor e desejo são coisas diferentes. Nem tudo o que se ama se deseja e nem tudo o que se deseja se ama»
Miguel de Cervantes

Uninvited



Uninvited

Like anyone would be
I am flattered by your fascination with me
Like any hot blooded woman
I have simply wanted an object to crave
But you're not allowed
You're uninvited
An unfortunate slight


Must be strangely exciting
To watch the stoic squirm
Must be somewhat heartening
To watch shepard meet shepard
But you're not allowed
You're uninvited
An unfortunate slight


Like any uncharted territory
I must seem greatly intriguing
You speak of my love like
You have experienced like mine before
But this is not allowed
You're uninvited
An unfortunate slight


I don't think you unworthy
I need a moment to deliberate

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Dançar


Já percebi que o que me liberta o corpo e a mente, é mesmo dançar e cantar com os amigos.


Ontem para ser sincera até nem me apetecia muito, mas as mensagens não paravam de cair no telemóvel e até na formação surgiram uns convites da malta....


Fui sair com amigos de sempre, aproveitando para matar saudades do meu amigo Pedro e aquilo é que foi dançar e cantar.....


Se tive uma sensação de vazio? Sim, essa raramente me abandona, mas para quê pensar no que não temos? A melhor coisa do mundo são os amigos, sobretudo quando são daqueles com que podemos contar sempre!


Decisão de final de ano, com validade para o próximo ano, condição essencial de uma futura companhia, tem de dançar! Vá, até pode não dançar, desde que seja boa companhia! Eu a mania das excepções, depois é por causa disso que me lixo sempre!

É tão dificil ser eu!!!!


E o que melhor do que acordar e ver logo o Laurent Filipe, juri dos idolos, na televisão!!!! Ai Laurent, fazia-te dois filhos que um parece-me pouco!!! LOLLLLLLLLLLLLLL!!!!

Lauro Dérmio Natal

domingo, 29 de novembro de 2009

E eles lá e eu aqui......



"Starlight"

Far away
This ship is taking me far away
Far away from the memories
Of the people who care if I live or die

Starlight
I will be chasing the starlight
Until the end of my life
I don't know if it's worth it anymore

Hold you in my arms
I just wanted to hold
You in my arms

My life
You electrify my life
Let's conspire to re-ignite
All the souls that would die just to feel alive

But I'll never let you go
If you promised not to fade away
Never fade away

Our hopes and expectations
Black holes and revelations
Our hopes and expectations
Black holes and revelations

Hold you in my arms
I just wanted to hold
You in my arms

Far away
This ship is taking me far away
Far away from the memories
Of the people who care if I live or die

And I'll never let you go
If you promise not to fade away
Never fade away

Our hopes and expectations
Black holes and revelations
Our hopes and expectations
Black holes and revelations

Hold you in my arms
I just wanted to hold
You in my arms
I just wanted to hold


E os Muse no pavilhão e eu aqui em casa, de pijaminha, sózinha e a tentar estudar Análise Financeira!!!! Que vida ingrata!

Mulheres casadas vs Solteiras


Ontem percebi a grande diferença entre as mulheres casadas e as mulheres solteiras....

As casadas ficam em casa ao Sábado à noite enquanto os maridos andam na rua! E as solteiras, divorciadas e afins, andam na noite! Divertem-se, dançam, vão para os copos e são assediadas pelos maridos delas.... Isto não é bonito de se dizer mas é a mais pura das verdades!

Que cromos, mas todos, sem excepção! Para grande pena minha!

Ok! Prefiro esta solidão às amarras que nos prendem! Que geralmente só nos prendem a nós!

Se estivesse acompanhada, estaria em casa a tomar conta do meu menino e provavelmente a pessoa com a qual partilhava a cama (de vez em quando) estaria num concerto, num jogo de futebol, num bar.... Estar sózinha é bom! Às vezes! Estou aqui a tentar perceber o que é melhor!

Como diria o Miguel Sousa Tavares: Tenho medo que a liberdade se torne um vício!

Ok! Hoje em dia de chuva dava jeito ter uma companhia para me enroscar no sofa a ver um filme, mas paciência..... Estou à espera do homem perfeito, o que nos leva a sair no sábado à noite e que ao domingo ainda nos dá mimo..... Mas acho que o homem é perfeito é como a mulher perfeita, não existe! É mais um mito urbano!

Noitada

Noitada, ou noitita, afinal de contas não cheguei assim tão tarde...
Foi divertido, música ao vivo, com uns senhores que no meu ponto de vista estavam um bocadinho parados mas não se pode fazer nada.....


Que música gira, LOL!!!!!! Valha-me deus!!!!!

Dancei, sorri, vi coisas que quero esquecer e outras que vou recordar, com as duas belíssimas companhias das minhas amigas, uma mais amiga que outra mas adiante!
Não percebo é aquelas conversas dos fumadores como eu, conversas de circunstâncias nos cantos escuros onde se fuma.... O moço bem tentou mas eu não estava com paciência para o ouvir, a verdadeira canção do bandido, sem grandes resultados, coitado! Que continue a tentar mas pode mudar de alvo!
Voltarei ao Paulinho, que a companhia foi boa e o som e o ambiente também, só espero é que aquelas duas resolvam sentar-se na sala de fumadores que assim eu não tenho de aturar as conversas da treta da malta!
Fiquei um bocadinho chateada com o resultado do derby, eu como adepta do Sporting gostava que o Sporting tivesse ganho, mas fiquei chateada com o empate. É pá, um derby com um empate é uma seca!!!!!!!!
E a cereja em cima do bolo, foi chegar a casa e ver um bocadinho do Dr Jivago que estava a dar na 2, tenho de voltar a ver aquele filme na totalidade... E ler o livro que ainda não li!!!!!






E pronto, mais um sábado à noite!

Leite de Colónia

No Amor, Mil Almas, Mil Maneiras Diferentes


Nem todas as mulheres experimentam os mesmos sentimentos. Encontrareis mil almas com mil maneiras diferentes. Para as conquistar, empregai mil maneiras. A mesma terra não produz todas as coisas: tal convém à vinha, tal à oliveira; aqui despontarão cereais em abundância. Há nos corações tantos caracteres diferentes, quantos rostos há no mundo. O homem prudente acomodar-se-á a estes inumeráveis caracteres; novo Proteu, tão depressa se diluirá em ondas fluidas para logo ser um leão, uma árvore, um javali de eriçadas cerdas. Os peixes apanham-se aqui com o arpão, ali com o anzol, acolá com as redes puxadas pela corda estendida. E o mesmo método não convirá a todas as idades: uma corça velha descobrirá a armadilha de mais longe; se te mostrares experiente junto de uma noviça, demasiado petulante junto de uma recatada, ela desconfiará que a vais tornar infeliz. Assim é que a mulher que às vezes teme entregar-se a um homem honesto, caiu vergonhosamente nos braços de alguém que a não merece.

Ovídio, in "A Arte de Amar"

sábado, 28 de novembro de 2009

Smoke on the water

«O mundo pode ser um palco. Mas o elenco é um horror»

Oscar Wilde

Noites mal dormidas

Não consigo adormecer.....
Não quero dormir, queria perceber uma série de coisas e não encontro as respostas para nada!

De qualquer forma, ainda bem que não tenho sono porque está a dar um concerto dos Nirvana na 2 e até me apetece pular a ouvir o Kurt!

As saudades que eu tinha deste som!!!!!!



Pronto e agora que estou a curtir o som, aposto que me vai dar o sono, mas eu vou contrariar o corpo!!!!!!!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

«O mundo é uma comédia para aqueles que pensam, uma tragédia para aqueles que sentem»
Horace Warpole

Last Christmas!



"Last Christmas"

[CHORUS:]
Last Christmas
I gave you my heart
But the very next day you gave it away
This year
To save me from tears
I'll give it to someone special

[CHORUS:]

Once bitten and twice shy
I keep my distance
But you still catch my eye
Tell me baby
Do you recognize me?
Well
It's been a year
It doesn't surprise me
I wrapped it up and sent it
With a note saying "I love you"
I meant it
Now I know what a fool I've been
But if you kissed me now
I know you'd fool me again

[CHORUS]

A crowded room
Friends with tired eyes
I'm hiding from you
And your soul of ice
My god I thought you were
Someone to rely on
Me?
I guess I was a shoulder to cry on

A face on a lover with a fire in his heart
A man under cover but you tore me apart
Now I've found a real love you'll never fool me again

[CHORUS x2]

A face on a lover with a fire in his heart
A man under cover buy you tore him apart
Maybe next year I'll give it to someone
I'll give it to someone special.


Está oficialmente aberta a época natalícia no meu coração a partir do momento que ouço esta música, pronto! Eu não resisto, esta é a música de Natal, pelo menos para mim!

E a vossa música de Natal, qual é?

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

"Life Aint Enough For You"

«O mundo não é verdadeiro, mas é real»
Fernando Pessoa

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Cantiga da Rua



Desculpem mas não resisti!!!!! Quando encontrei esta musica fartei-me de rir!!!

Que saudades dos Peste!
«As mais belas qualidades tornam-se inúteis, quando a força do carácter as não sustenta»
Theóphile Gautier

Amores que matam…

Estas histórias de mulheres que morrem às mãos de pessoas que supostamente as amam, anda a deixar-me doente!

Metam-se com pessoas do vosso tamanho, seus anormais, amar alguém não é essa coisa parva que vocês sentem, a isso chama-se sentimento de posse e que eu saiba, ninguém é de ninguém!

Comecei a trabalhar, ou melhor a fazer formação num call center, no dia em que lá entrei estava um ambiente de cortar à faca. Uma das raparigas daquele call center, tinha sido esfaqueada pelo namorado à porta de casa.

Que raio de amor é este que só provoca dor e sofrimento? Meus caros amigos eu até posso estar enganada mas estas coisas que andam por aí a acontecer não se encaixam nada na minha definição de amor!

A mulher da vossa vida não vos liga nenhuma? Paciência, procurem outra, o mesmo se aplica às mulheres, agora nada dá o direito a ninguém de tirar a vida a outra pessoa! Cambada de idiotas!

Só espero que nenhuma destas tragédias me afecte directamente nunca, porque a pessoa que vai presa sou eu, porque a pessoa que for capaz de fazer uma maldade destas aos meus, morre de certeza!

E não me venham com a conversa da treta que a malta está deprimida que as depressões na minha opinião não servem de desculpa para nenhuma das situações às quais temos assistido. Estão doentes, tratem-se. Eu também já me senti deprimida e não me deu para ter nenhum sentimento destes por ninguém.

A depressão é sempre desculpa para as coisas más, façam coisas boas e que transmitam bons pensamentos e ajudem-se a sair do poço, não é fácil e eu não estou a dizer que é! Ocupem a vossa vida e ajudem os outros, mas não andem por aí a destruir a vida de toda a gente!

IDIOTAS! Vão mas é trabalhar e ocupem a cabeça e o corpo! PALERMAS!


 

P.S. Desculpem o desabafo!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Black



Black

Hey... oooh...
Sheets of empty canvas, untouched sheets of clay
Were laid spread out before me as her body once did.
All five horizons revolved around her soul
As the earth to the sun
Now the air I tasted and breathed has taken a turn

Ooh, and all I taught her was everything
Ooh, I know she gave me all that she wore
And now my bitter hands chafe beneath the clouds
Of what was everything.
Oh, the pictures have all been washed in black, tattooed everything...

I take a walk outside
I'm surrounded by some kids at play
I can feel their laughter, so why do I sear?
Oh, and twisted thoughts that spin round my head
I'm spinning, oh, I'm spinning
How quick the sun can drop away

And now my bitter hands cradle broken glass
Of what was everything?
All the pictures have all been washed in black, tattooed everything...

All the love gone bad turned my world to black
Tattooed all I see, all that I am, all I'll be... yeah...
Uh huh... uh huh... ooh...

I know someday you'll have a beautiful life,
I know you'll be a sun in somebody else's sky, but why
Why, why can't it be, can't it be mine

Aah... uuh..

Too doo doo too, too doo doo [many times until fade]

Eu

Até agora eu não me conhecia,
julgava que era Eu e eu não era
Aquela que em meus versos descrevera
Tão clara como a fonte e como o dia.

Mas que eu não era Eu não o sabia
mesmo que o soubesse, o não dissera...
Olhos fitos em rútila quimera
Andava atrás de mim... e não me via!

Andava a procurar-me - pobre louca!-
E achei o meu olhar no teu olhar,
E a minha boca sobre a tua boca!

E esta ânsia de viver, que nada acalma,
E a chama da tua alma a esbrasear
As apagadas cinzas da minha alma!

Florbela Espanca, in "Charneca em Flor"

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

The boots are made for walking

Navio que partes para longe


Navio que partes para longe,
Por que é que, ao contrário dos outros,
Não fico, depois de desapareceres, com saudades de ti?
Porque quando te não vejo, deixaste de existir.
E se se tem saudades do que não existe,
Sinto-a em relação a cousa nenhuma;
Não é do navio, é de nós, que sentimos saudade.

Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos"
Heterónimo de Fernando Pessoa

domingo, 22 de novembro de 2009

Vicio de ti



Vício de ti

Amigos como sempre dúvidas daqui pra frente
sobre os seus propósitos
é difícil não questionar.
Canto do telhado para toda a gente ouvir
os gatos dos vizinhos gostam de assistir.

Enquanto a musica não me acalmar
não vou descer, não vou enfrentar
o meu vício de ti não vai passar
e não percebo porque não esmorece
ao que parece o meu corpo não se esquece.

Não me esqueci, não antevi, não adormeci, o meu vício de ti
Não me esqueci, não antevi, não adormeci, o meu vício de ti

Levei-te à cidade, mostrei-te ruas e pontes
sem receios atrai-te as minhas fontes
por inspiração passamos onde mais ninguém passou
ali algures algo entre nós se revelou.

Enquanto a música não me acalmar
não vou descer, não vou enfrentar
o meu vício de ti não vai passar
e não percebo porque não esmorece
será melhor deixar andar?

Não me esqueci, não antevi, não adormeci, o meu vício de ti
Não me esqueci, não antevi, não adormeci, o meu vício de ti
Não me esqueci, não antevi, não adormeci, o meu vício de ti
Não me esqueci, não antevi, não adormeci, o meu vício de ti

Eu canto a sós pra cidade ouvir
e entre nós há promessas por cumprir
mas sei que nada vai mudar
o meu vício de ti não vai passar, não vai passar...

Retrato Ardente

Entre os teus lábios
é que a loucura acode
desce à garganta,
invade a água.

No teu peito
é que o pólen do fogo
se junta à nascente,
alastra na sombra.

Nos teus flancos
é que a fonte começa
a ser rio de abelhas,
rumor de tigre.

Da cintura aos joelhos
é que a areia queima,
o sol é secreto,
cego o silêncio.

Deita-te comigo.
Ilumina meus vidros.
Entre lábios e lábios
toda a música é minha.

Eugénio de Andrade, in "Obscuro Domínio"

Noite


A minha noite foi um bocadinho atribulada com falta de acontecimentos, eu sei que isto é estranho mas pronto...
E o seu ponto alto, para além da tua companhia Cláudia, foram as filhoses que tu fizeste, que delícia!!!!! Podes continuar a fazer que eu vou continuar a comer com todo o prazer!!!!!

sábado, 21 de novembro de 2009

Os meus últimos dias

Os post's deste blogue encontram-se agendados porque a Just anda com uma vidinha um bocado complicada, resta-me uns minutinhos para escrever ao fim de semana.
No entanto este espaço não está esquecido mas por vezes é complicado responder aos comentários.
Estou em formação e espero ficar a trabalhar nesse local no final da formação. Isto de procurar emprego é como procurar um homem, quando não se tem nada, não nos aparece nada para fazer, quando já temos algo, toda a gente nos quer.... Já nem sei bem para onde me virar, mas adiante! (No trabalho! Apenas no trabalho não tenho mãos a medir, ressalva de atenção para evitar equívocos)
Ontem resolvi continuar a mudança na minha vida e fui mudar o visual, pela primeira vez saí da cabeleireira sem nenhuma vontade de lavar o cabelo e a gostar do que vi no espelho. Não correu nada mal e a Just passou cabelo castanho a um coisa um bocado loura, mas adiante, até porque se não acharem giro eu adorei e isso é o que interessa!
Fui almoçar com a minha amiga Claudia e foi engraçado, estava um senhor, dos seus 60 anos que me disse que eu era linda e ainda me recitou um poema.... Não fosse a idade do senhor e eu tinha ficado muito mais babada, onde é que andam os homens deste género em versão entre os 30 e os 40 anos? O facto de ele ter dito que eu era bonita só demonstra que o desgraçado tem de trocar de lentes em breve! LOL!!!
A Just meteu os pés ao caminho e lá foi para Coimbra para mais um dia de formação e por acaso ía a ouvir uma música do André Sardet que ía a passar na rádio... Até nem sou grande fã, mas não mudei a rádio de estação, parei carro e quem é de que coloca ao lado do carrito da Just? O verdadeiro André Sardet! Achei piada à coincidência, até porque nunca o tinha visto pela cidade.
Agora que descobri onde é que o André Sardet toma café só me falta mesmo descobrir onde toma café a riqueza do treinador da Académica, alguém sabe??????? Isso é que era sorte!!!!! LOL!!!



«O amor deixará de variar, se for firme, mas não deixará de tresvariar, se é amor.»


Pd. António Vieira

Unchained Melody



Gosto de ouvir esta música cantada pelo Bono, mas o original tem um charme e um encanto incomparável!

Atrevam-se a cantar-me esta ao ouvido e deve ser certo que me derreto toda! Eu e este meu coração de manteiga.



Esta música faz-me lembrar, como no Ghost, uma história de amor interrompida pela morte estúpida, faz-me lembrar a história de amor dos meus pais! A história daquele senhor que faz tudo à bruta mas que ia para a fila no dia dos namorados comprar um ramo de flores à minha mãe. E que hoje o continua a fazer mas infelizmente leva as flores a um cemitério.

Eu também queria um amor assim!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Crazy



Não sei qual gosto mais...



Mas acho que gosto mais da menina a cantar!!!!

Crazy

In a church,by the face,
He talks about the people going under.

Only child know...

A man decides after seventy years,
That what he goes there for, is to unlock the door.
While those around him criticize and sleep...
And through a fractal on a breaking wall,
I see you my friend, and touch your face again.
Miracles will happen as we trip.

But we're never gonna survive, unless...
We get a little crazy
No we're never gonna survive, unless...
We are a little...

Cray...cray...cray...

...Crazy yellow people walking through my head.
One of them's got a gun, to shoot the other one.
And yet together they were friends at school
Ohh, get it, get it, get it, get it no no!

If all were there when we first took the pill,
Then maybe, then maybe, then maybe, then maybe...
Miracles will happen as we speak.

But we're never gonna survive unless...
We get a little crazy.
No we're never gonna survive unless...
We are a little...
Crazy...
No no, never survive, unless we get a little... bit...

Oh, a little bit...
Oh, a little bit...

Oh...
Oh...

Amanda decides to go along after seventeen years...

Oh darlin...
In a sky full of people, only some want to fly,
Isn't that crazy?
In a world full of people, only some want to fly,
Isn't that crazy?
Crazy...
In a heaven of people there's only some want to fly,
Ain't that crazy?
Oh babe... Oh darlin...
In a world full of people there's only some want to fly,
Isn't that crazy?
Isn't that crazy... Isn't that crazy... Isn't that crazy...

Ohh...
But we're never gonna survive unless, we get a little crazy.. crazy..
No we're never gonna to survive unless we are a little... crazy..
But we're never gonna survive unless, we get a little crazy.. crazy..
No we're never gonna to survive unless, we are a little.. crazy..
No no, never survive unless, we get a little bit...

And then you see things
The size
Of which you've never known before

They'll break it

Someday...

Only child know....

Them things
The size
Of which you've never known before

Someday...
Someway...
Someday...
Someway...
Someday...
Someway...
Someday...

«Às vezes - talvez sempre - são os mais lentos que aprendem as lições mais óbvias»


Miguel Esteves Cardoso

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Use somebody



Use Somebody
I've been roaming around, I was looking down at all I see
Painted faces fill the places I can't reach
You know that I could use somebody
You know that I could use somebody

Someone like you and all you know and how you speak
Countless lovers under cover of the street
You know that I could use somebody
You know that I could use somebody
Someone like you

Off in the night while you live it up I'm off to sleep
Waging wars to shake the poet and the beat
I hope it's gonna make you notice
I hope it's gonna make you notice

Someone like me, someone like me
Someone like me, somebody

I'm ready now, I'm ready now
I'm ready now, I'm ready now
I'm ready now, I'm ready now
I'm ready now

Someone like you, somebody
Someone like you, somebody
Someone like you, somebody

I've been roaming around, I was looking down at all I see



Hoje ouvia esta música vezes sem conta, até me fartar!!!!!!

A Minha Felicidade



Depois de estar cansado de procurar
Aprendi a encontrar.
Depois de um vento me ter feito frente
Navego com todos os ventos.

Friedrich Nietzsche, in "A Gaia Ciência"

There She Goes Again

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

The Sacrifice



Sublime! Esta música deixa-me sem palavras!

«Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te»


Shakespeare

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Wild wild life


«Tanto como já li e aprendi e guardei. E nada disso me serve para olhar uma simples flor.»

Vergílio Ferreira

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

O Maior Bem

Este querer-te bem sem me quereres,
Este sofrer por ti constantemente,
Andar atrás de ti sem tu me veres
Faria piedade a toda a gente.

Mesmo a beijar-me a tua boca mente...
Quantos sangrentos beijos de mulheres
Pousa na minha a tua boca ardente,
E quanto engano nos seus vãos dizeres!...

Mas que me importa a mim que me não queiras,
Se esta pena, esta dor, estas canseiras,
Este mísero pungir, árduo e profundo,

Do teu frio desamor, dos teus desdéns,
É, na vida, o mais alto dos meus bens?
É tudo quanto eu tenho neste mundo?

Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas"

Vida tão estranha



Vida tão estranha

São de veludo as palavras
Daquele que finge que ama
Ao desengano levo a vida
A sorte a mim já não me chama

Vida tão só
Vida tão estranha
Meu coração tão mal tratado
Já nem chorar me traz consolo
Resta-me só o triste fado

A gente vive na mentira
Já não dá conta do que sente
Antes sozinha toda a vida
Que ter um coração que mente

Vida tão só
Vida tão estranha
Meu coração tão mal tratado
Já nem chorar me traz consolo
Resta-me só o triste fado

Eu já gostava deste senhor, mas esta música não me sai da cabeça! Arrepia-me, faz-me pensar (o que é muito dificil para o meu unico neurónio, LOL), e sei lá mais o quê!
AMO esta música! Lindona demais, triste, mas linda!

Já sabem que a Just é boa companhia, por isso quando quiserem aceitam-se convites para um concerto deste senhor!

Mas porquê?

A prova que as equipas não se preocupam em levar mulheres ao estádio e que são geridas só por homens com gosto duvidoso é:

- Que se escolheu este moço, que eu nunca apreciei particulamente, como homem e como treinador.



Quando a opção era esta riqueza, se bem que nesta foto não está particularmente favorecido.



Are baba! Vou ali fazer-me sócia da minha briosa linda que ainda por cima este ano tem um treinador todo jeitoso. Eu nem quero saber por onde é que ele anda perdido na cidade durante a noite, já ficava feliz em saber onde é que ele almoça....

domingo, 15 de novembro de 2009

Ain't no sunshine when she's gone



Esta é para mim a música da noite a ver aquele jeitoso do Laurent Filipe nos Ídolos! Haja alguma coisa que me alegre neste dia chuvoso!



Ai Laurent!!!!!
“Communication. It's the first thing we really learn in life. Funny thing is, once we grow up, learn our words and really start talking, the harder it becomes to know what to say. Or how to ask for what we really need.”

Meredith Grey

É muito complicado pedir o que queremos, o que desejamos, é complicado sobretudo porque a resposta pode ser tudo menos o que desejamos ouvir. Vezes sem conta faço isto, não perguntar, não dizer o que quero, não dizer nada. Às vezes na secreta esperança que tudo mude e que olhem para mim e que vejam o que preciso ou o que quero.... Mas é muito raro que alguém veja!

Tenho de mudar eu, o problema é meu que não sei lidar com a desilusão. Já fui bem mais destemida, infelizmente essa coragem foi desaparecendo com as partidas que a vida nos prega!

Até conheço alguém que poderia culpar em parte ou no todo, por tudo isto de não dizer nada... Mas não vale a pena, porque numa das etapas da vida temos de crescer e quando passamos a ser adultos não devemos por a culpa nos outros!

Sushibaby

sábado, 14 de novembro de 2009

Parabéns Paulinho:

Conforme o prometido aqui fica um testemunho de amizade.

Lembro-me dos primeiros dias em que te vi, algures nos corredores do Isca, sempre metido contigo, na tua vidinha, sempre um pouco solitário.

Fomos colegas nessa bela aula de Matemática Financeira, hoje Cálculo Financeiro, mas já passámos por tantas reestruturações de curso que nem sempre é fácil acompanhar tanta modernice. Pedi-te uma aula emprestada porque aqui a baldas do costume tinha faltado, devo confessar-te aqui publicamente que me foi praticamente impossível decifrar alguns dos teus hieróglifos mas a custo acho que consegui.

Já passámos por muitas coisas juntos, eu e os meus dramas do costume, as minhas ilusões e desilusões amorosas, a morte dos meus mais chegados, a perda de alguns dos que amas, enfim… Estás sempre aí, tenho sempre o teu ombro e às vezes esqueço-me de te dizer que és um AMIGO do melhor que há! Sobretudo porque és um óptimo ouvinte, aliás, eu falo tanto que tu só podes ser um bom ouvinte, até porque raramente te dou espaço para falar!

Obrigado por existires na minha vida, obrigado por seres como és, vales muito mais do que pensas. Tens tendência para te colocares para baixo mas o teu valor está nos teus pequenos gestos e atitudes, atitudes de alguém íntegro. És um HOMEM grande e eu orgulho-me de ser tua amiga.

Não mudes e por favor não percas a paciência que eu não sei o que seria de mim sem o teu ombro amigo!

Este é um poema dedicado à amizade, este é para ti:

Mal nos conhecemos
Inauguramos a palavra amigo!
Amigo é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece.
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
Amigo (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
Amigo é o contrário de inimigo!
Amigo é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado.
É a verdade partilhada, praticada.
Amigo é a solidão derrotada!
Amigo é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
Amigo vai ser, é já uma grande festa!

Alexandre O'Neill


 

P.S. Obrigado por tudo!


 

P.S. 2 Se o Pedro Costa este ano não te passa, eu mato-o!

Heaven



Heaven

heaven is the whole of the heart
and heaven don't tear you apart
yeah heaven is the whole of the heart
and heaven don't tear you apart

there's too many kings wanna hold you down
and a world at the window gone underground
there's a hole in the sky where the sun don't shine
and a clock on the wall and it counts my time

and heaven is the whole of the heart
and heaven don't tear you apart
yeah heaven is the whole of the heart
and heaven don't tear you apart

there's a song on the air with a love-you line
and a face in a glass and it looks like mine
and i'm standing on ice when i say that i don't hear planes
and i scream at the fools, wanna jump my train

and heaven is the whole of the heart
and heaven don't tear you apart
yeah heaven is the whole of the heart
and heaven don't tear you apart
yeah heaven
ah heaven
yeah heaven

Tarde no mar


A tarde é de oiro rútilo: esbraseia
O horizonte: um cacto purpurino.
E a vaga esbelta que palpita e ondeia,
Com uma frágil graça de menino,

Poisa o manto de arminho na areia
E lá vai, e lá segue ao seu destino!
E o sol, nas casas brancas que incendeia.
Desenha mãos sangrentas de assassino!

Que linda tarde aberta sobre o mar!
Vai deitando do céu molhos de rosas
Que Apolo se entretém a desfolhar...

E, sobre mim, em gestos palpitantes,
As tuas mãos morenas, milagrosas,
São as asas do sol, agonizantes...

Florbela Espanca, in "Charneca em Flor"

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Anúncios de Natal



Já que é tema recorrente da blogosfera, eu tenho a dizer-vos que gosto muito do anúncio da Popota deste ano e adoro vê-la dançar, a ela e ao meu filho que já se abanava todo a ouvir os Buraka e então agora nem se fala...

Mas no meu coração o anúncio de Natal, da altura em que eu gostava do Natal e era feliz e nem percebia....



E vocês, lembram-se deste????

Triste


Sinto-me triste, sózinha, arrasada. Hoje acordei assim, sem vontade de sair da cama, só com vontade de chorar e ficar em casa a ter pena de mim! Estranhamente este fim de semana até vai ser passado com o meu tesouro e na generalidade dos casos estes sentimentos invadem-me à sexta feira na hora de fazer a mala!

Como é óbvio, obriguei-me a sair de casa e a colocar um sorriso no rosto, mas não está fácil.

O Natal está a chegar, já vos disse que desde que a minha mãe partiu o Natal é a época mais horrivel do ano? E depois de me ter separado ainda pior, porque existe uma véspera de Natal onde o meu mais que tudo não está para piorar a situação toda!

Se existem dias em que me apetece chorar sem parar, hoje é esse o dia!

As coisas que eu não percebo hoje parece que resolveram atormentar-me todas, que dia....

Desculpem o desabafo, mas estar sózinha nem sempre é fácil e eu odeio sentir-me sózinha, mesmo que seja uma daquelas pessoas que na generalidade dos casos está sózinha no meio da multidão. Mas a multidão, não abraça, não te beija e pior de tudo, não te diz que vai ficar tudo bem!

Não sei falar de amor




Não Sei Falar De Amor
Deolinda



Oh vizinho, ora bom dia
como vai a saúdinha?
eu não sei falar de amor...

Oh vizinho e este tempo?
a chuva dá pouco alento...
e eu não sei falar de amor...

Oh vizinho e o carteiro?
que se engana no correio...
e eu não sei falar de amor...

E soubesse eu artifícios
de falar sem o dizer
não ia ser tão difícil
revelar-te o meu querer...

A timidez ata-me a pedras
e afunda-me no rio
quanto mais o amor medra
mais se afoga o desvario...

E retrai-se o atrevimento
a pequenas bolhas de ar...

E o querer deste meu corpo
vai sempre parar ao mar...

Oh vizinho e a novela?,
será que ele ficou com ela?
e eu não sei falar de amor...

Oh vizinho e o respeito?
não se leva nada a peito...
e eu não sei falar de amor...
refrão

Oh vizinho então Adeus
vou cuidar de sonhos meus
que eu não sei falar de amor..

Em todas as ruas te encontro


Em todas as ruas te encontro
em todas as ruas te perco
conheço tão bem o teu corpo
sonhei tanto a tua figura
que é de olhos fechados que eu ando
a limitar a tua altura
e bebo a água e sorvo o ar
que te atravessou a cintura
tanto tão perto tão real
que o meu corpo se transfigura
e toca o seu próprio elemento
num corpo que já não é seu
num rio que desapareceu
onde um braço teu me procura

Em todas as ruas te encontro
em todas as ruas te perco

Mário Cesariny, in "Pena Capital"

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

A esperança é um empréstimo que se pede à felicidade
Rivarol, Antoine

"Libertango"