quarta-feira, 10 de junho de 2009

O poema da ‘mente'?

VERDADEIRAMENTE ESPECTACULAR!

O POEMA DA 'MENTE'


Há um primeiro-ministro que mente.
Mente
de corpo e alma, completamente.
E mente de maneira tão pungente
Que a gente acha que ele mente sinceramente.
Mas que mente, sobretudo, impunemente...
Indecentemente... mente.
E mente tão racionalmente,
Que acha que mentindo vida fora,

Nos vai enganar eternamente.

7 comentários:

José Dionel disse...

Acho que nunca vi um texto com tantos "mente" na vida! lool

Bj

Just me disse...

Sim é um homenagem a alguém que mente com quantos dentes tem na boquinha... Só espero que a malta mude para melhor!!!!

Beijo!

sonia disse...

Nunca colocaste um post tão verdadeiro!

Just me disse...

Verdadeiramente, verdadeiro!!!!!!! LOL!!!

Paulo disse...

Acho que nunca li um texto tão pequeno com tanta verdade junta...

Realmente esse senhor mente descaradamente...

Oxalá as coisas mudem para melhor...

BJS GRANDES

Just me disse...

Foi um amigo que me mandou por e-mail, um tal de Paulo de Nave de Haver! Conheces?

Paulo disse...

Um Paulo?? De Nave de Haver?? Sim, já ouvi falar desse artista...

O que dizer dele?? Vale mais estar calado senão ainda tenho de fazer um testamento por causa da má impressão que tenho dele (hehe)...

BJS GRANDES