domingo, 31 de maio de 2009

Memória

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão.

Mas as coisas findas,
muito mais que lindas,
essas ficarão
.

Carlos Drummond de Andrade

5 comentários:

Paulo disse...

"Mas as coisas findas,
muito mais que lindas,
essas ficarão..."

Isto diz tudo...

BJS GRANDES

Paulo disse...

".../...

És um verso perfeito
Que traz consigo a força do que diz.
És o jeito
Que tem, antes de mestre, o aprendiz.

És a beleza, enfim. És o teu nome.
Um milagre, uma luz, uma harmonia,
Uma linha sem traço...

.../..."

Em minha humilde opinião, olhar para ti ou ler estes versos é quase a mesma coisa...

Acho que não estou enganado...

BJS GRANDES

sonia disse...

Lindo, Lindo...

Just me disse...

Cruzei-me com este poema numa homenagem a pessoas que já partiram e não resisti!!!!

É lindo demais!!

Beijocas

Paulo disse...

Ups... Acho que fiz a interpretação errada...

Desculpem a ignorância...

No entanto aproveito para reafirmar o que escrevi anteriormente...

BJS GRANDES