domingo, 6 de setembro de 2009

Chave dos sonhos



Chave dos Sonhos
Luis Represas


Luz sai da frincha, é manhã
Sei que o dia já desarvora
Chave dos sonhos na mão
Olho-te e vais embora

Sais pela rua velo
Sinto a brisa do teu corpo perto
Chave dos sonhos guardei
No quarto já deserto

Passei a noite em claro
Passei p´la noite em ti
E abri com a chave dos sonhos
A porta e a varanda que em sonhos abri

São mais confusas agora
As imagens que em ti eu tocava
Eram do sonho ou de olhar
O que o prazer mostrava ?

Chave dos sonhos na mão
Entrarei em qualquer fechadura
P´ra lá da porta, o melhor
É sempre da aventura

Guardo com a chave dos sonhos
Segredos que o corpo merece
Se alguém não quis arriscar
Então que o não tivesse

Ontem arriscaste mais
Do que uma simples coisa exigia
Deste-me a chave dos sonhos
O caos e a harmonia

O sol brilha, o dia está lindo e eu vou-me à vida que a morte é certa! Não há-de ser uma coisa insignificante que me vai fazer cair!

Boa viagem, espero que tenhas dois furos!

4 comentários:

Paulo disse...

Tu até quando queres ser má és meiga...

Essa pessoa devia era ter 4 furos e ficar sem combustível numa zona isolada e sem rede de telemóvel...

Não achas que fica melhor assim??

BJS GRANDES

Paulo disse...

"mergulha nos sonhos
ou um lema pode ser teu aluimento
(as árvores são as suas raízes
e o vento é o vento)

confia no teu coração
se os mares se incendeiam
(e vive pelo amor
embora as estrelas para trás andem)

honra o passado
mas acolhe o futuro
(e esgota no bailado
deste casamento a tua morte)

não te importes com o mundo
com quem faz a paz e a guerra
(pois deus gosta de raparigas
e do amanhã e da terra)"

E

"Talvez sejas a breve
recordação de um sonho
de que alguém (talvez tu) acordou
(não o sonho, mas a recordação dele),
um sonho parado de que restam
apenas imagens desfeitas, pressentimentos.
Também eu não me lembro,
também eu estou preso nos meus sentidos
sem poder sair. Se pudesses ouvir,
aqui dentro, o barulho que fazem os meus sentidos,
animais acossados e perdidos
tacteando! Os meus sentidos expulsaram-me de mim,
desamarraram-me de mim e agora
só me lembro pelo lado de fora."

BJS GRANDES

sonia disse...

Dois furos?! Coitado!!! Isso não se deseja! Que queime o motor e incendeie o carro (mas que ele tenha tempo para sair do carro) para ele dar valor ao que tem e ao que perdeu!!

Beijo

Paulo disse...

Eu acho que ele não sabe dar valor aquilo que tem e aquilo que perdeu...

BJS GRANDES